Temor a Deus

Photo by Gabriela from Pexels

Temor no dicionário significa: medo, susto, sentimento de reverência ou respeito, sentir susto ou temor, ter receio.

A  maioria das pessoas pensam que temor a Deus é ter medo dele. Entretanto, temor a Deus não é sinônimo de ter medo de um ser mau, perverso, que está sempre pronto a exercer um juízo sobre a humanidade. Um Deus que a qualquer erro que cometemos irá nos punir sem misericórdia alguma, um Deus insensível que só está esperando a oportunidade para lançar o homem no inferno. Temer a Deus é ter reverência a Ele, respeitá-lo, não é ter medo Dele, pois isso faria fugirmos da sua presença.

Em 1ª João 4: 18  diz: “no amor não existe medo, antes, o perfeito amor lança fora todo o medo. Ora, o medo produz tormento, logo, aquele que teme não é aperfeiçoado no amor”. Ou seja, o temor a Deus nas escrituras não pode significar um medo de Deus que nos faz fugir Dele e nos traga tormento, pelo contrário, este temor nos faz aproximar ainda mais de Deus. Porque Deus é amor, e o amor é o antídoto para o temor. Temer a Deus é reconhecer que existe um Deus soberano, único, verdadeiro, criador absoluto que se importa com toda sua criação.

Temor a Deus implica respeitá-lo, reverenciá-lo e principalmente obedecê-lo. É colocá-lo em primeiro lugar em nossas vidas e reconhecer que é Senhor sobre todas as coisas, é reconhecer todos os seus atributos que ao olharmos profundamente, temos a percepção e sensibilidade que cada um nos proporciona total segurança e zelo. O Salmo 139: 7,10, o salmista diz: “Para onde me ausentarei do teu Espírito? Para onde fugirei da tua face? Se subo aos céus, lá estás, se faço a minha cama no mais profundo abismo, lá estás também. Se tomo as asas da alvorada e me detenho nos confins dos mares, ainda lá me haverá de guiar a tua mão e tua destra me susterá”.

Esta passagem é tão profunda por mostrar o cuidado de Deus em todo o lugar, toda proteção de um Deus que está atento a tudo, cuidando de forma intensa, perfeita, como não temer a tudo isso? Um temor que nos constrange dentro de toda a perfeição que Ele mesmo criou. Só os que andam segundo as suas próprias paixões, não seguindo a sua palavra, obviamente entenderá de fato o temor no sentido ”medo”, pois Ele virá julgar a cada um conforme Sua justiça e condenará a todos quantos não se arrependerem de suas más obras, e o rejeitaram. Porém os que o temem e reconhecem a sua soberania se apartam do mal, busca o bem, promove a paz e seguem seus mandamentos, submete-se a sua orientação e vontade, amá-lo de todo o coração nos faz temê-lo, porque o temor nos impedirá de cair no mal, quem ama faz tudo com excelência e Deus merece o nosso melhor.

Não deveríamos fazer nada que o entristeça, o temor nos leva a adorá-lo como Ele realmente é, merecedor de toda a honra e glória, é um sentimento de respeito e total reverência.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

Bueno, Silveira – Dicionário 2ª Edição – São Paulo

Russell, Chedd – Bíblia Almeida Revista e Atualizada 2ª Edição

Malafaia, Silas – Temor a Deus: A Base de uma vida vitoriosa – RJ – 1ª Edição – Nov 2017 – 2ª Edição Jun 2019